sábado, 7 de março de 2009

Desert Quest - A verdadeira solução

A Desert Quest certamente é uma das quests mais conhecidas de todo o Tibia, tanto que ela até mesmo chega a ser citada no manual oficial do jogo. No entanto, apesar de grande parte das pessoas saberem o que fazer para receber a recompensa da quest, a maior parte das pessoas não faz idéia de como chegar na solução da quest (ou seja, simplesmente resolvem a quest mecanicamente sem saber como se chega nessa resposta, isso porque alguém ou algum site contou a resposta).

No artigo de hoje, escrito pelo nosso parceiro Langobardis (um grupo de roleplayers do mundo de Neptera), será revelado um segredo há muito esquecido no Tibia que é a verdadeira forma de se resolver a famosa Desert Quest. O objetivo do artigo é resgatar um pouco da magia do RPG do Tibia, que ultimamente anda sendo deixada de lado.



Prefácil


Epígrafe: Eis um texto sobre como resolver a famigerada Desert Quest sem o spoil, pode ser de grande utilidade para que mostremos a powergamers um pouco da magia do RPG. Dedicado a todos os hard-roleplayers que não fizeram Desert até hoje só para se acharem fodas.
O presente artigo foi originalmente escrito pelo membro da Langobardis Zé dos Corvo. Eu, Tiago Paolini (administrador do blog Tudo sobre Tibia), acrescentei ao artigo algumas informações as quais eu julguei necessárias, e também dividi o texto em capítulos. O texto do presente artigo também contou com a valiosa revisão do Hunter of Dragoes, um dos administradores do TibiaWiki.

A razão disso é que no texto original o autor não quis dar muitos spoils da quest, no entanto eu julguei que sem essas informações ficariam muitos "buracos" na narrativa. Mas em todo o caso, caso você queira ver o artigo original, sem modificações, ele pode ser encontrado aqui (no fórum oficial da Langobardis).

Na verdade, mais do que simplesmente adicionar novas informações ao texto original, o presente artigo pode ser entendido mais uma nova versão do texto original ou um texto novo baseado nesse texto original.

O artigo foi escrito não de uma forma descritiva, como todos os demais desse blog, mas sim de uma forma narrativa (ou seja, contando uma estória). A estória é sobre quatro aventureiros que foram ao Deserto de Jakundaf (Jakundaf Desert) em busca de uma biblioteca escondida.

Nos trechos que eu acrescentei eu busquei manter o mesmo estilo narrativo do restante do texto. Apesar de eu não ter grande experiência em tal estilo, julgo que o resultado ficou bom o bastante para a finalidade roleplay dele e que se encaixa direito com o resto do texto.

Dito isso, que comece a grande aventura!

1. O início da jornada

Quatro jovens aventureiros, um de cada vocação, estavam passando pela cidade de Venore. Na cidade, eles escutaram de alguns rumores de pessoas que avistaram uma biblioteca perdida que ficaria subterrâneo do deserto à oeste da cidade, o Deserto de Jakundaf, e também de valiosos tesouros escondidos na caverna. Mas também ouviram que nenhuma delas havia conseguido entrar na biblioteca ou encontrar algum tesouro.

Eles ficaram imaginando por qual razão alguém esconderia uma biblioteca inteira em um local tão isolado, porque as pessoas não conseguiam entrar nela e se ela tinha alguma conexão com os tesouros de que se fala. Conversando entre si, chegaram à conclusão de que deveria haver algo bastante importante na biblioteca para alguém querer escondê-la e protegê-la. Mas o que seria? Seriam feitiços há muito perdidos? Seriam receitas de poderosas poções? Seriam tesouros além da imaginação?

Então os quatros bravos aventureiros decidiram partir para o Deserto de Jakundaf a fim de investigarem sobre a misteriosa biblioteca e desvendar os seus segredos. Muitas pessoas já tentaram se aventurar por esse deserto, e várias não voltaram... Será que os aventureiros terão sucesso em sua jornada?

2. O caminho sem volta

A princípio nossos aventureiros partem em direção ao deserto de Jakundaf, em busca da biblioteca escondida que fica em seus túneis. Após vagarem pelo deserto, encontraram perto das ruínas encontraram um misterioso sacerdote de Fafnar, chamado Adrenius, que vivia no local. Antes de explorarem as ruínas, os nossos aventureiros decidiram descansar um pouco no pequeno templo do Adrenius.

Então depois foram explorar as ruínas, e notaram uma pilha de pedras no centro que parecia suspeita. Um dos aventureiros removeu as pedras com a sua pá, e por baixo encontraram algumas ruínas com uma entrada no chão que levava ao subsolo. Esse buraco parecia profundo e era bem escuro, não dava para ver para onde ele levaria ou qual a profundidade. Eles resolveram descer todos juntos, não iriam desistir mesmo antes de começar!

Chegaram dentro da caverna. O buraco ficava alto demais para voltar por onde vieram, era necessário procurar uma outra saída! Mas antes disso começaram a procurar por pistas da biblioteca. A caverna se estendia por túneis e mais túneis, subidas e descidas, um autêntico labirinto! Eles encontraram diversos monstros pelo caminho, como fire devils, beholders, orcs, minotaurs e slimes; mas com o seu trabalho em equipe conseguiram enfrentá-los! Com vários perigos e túneis que se estendiam como um labirinto, entenderam por que muitos entravam mas nunca voltavam da caverna. Mas felizmente para eles, estavam desenhando um mapa do local e marcando as passagens, assim não se perderiam.

Depois de muito caminharem, encontraram algo diferente: era um prédio que se estendia para dentro das paredes da caverna, e havia uma porta, deveria ser a biblioteca! E quando se aproximaram, viram que havia uma placa indicando que essa era a biblioteca mesmo! Mas ao tentarem abrir a porta, viram que ela estava trancada. Em princípio ficaram meio frustrados, mas logo se animaram pois já haviam chegado onde muitos nem conseguiram. Decidiram marcar o local no mapa e continuar investigando a caverna, pois em algum local deveria haver alguma pista de como entrar na biblioteca!

3. O diário de Morrin

Após procurarem por algumas pistas de como entrar na biblioteca, encontraram algo que realmente possa ajudá-los.

No final de um dos túneis, encontraram algo que parecia ser um corpo. Olhando mais de perto, ele era de uma pessoa, possivelmente algum dos aventureiros anteriores que tentou desbravar a caverna mas nunca retornou... Pelo estado do corpo, parecia estar morto há um bom tempo. Talvez ele tenha se perdido no vasto labirinto, e acabando morrendo de fome. Examinando o cadáver com cuidado, encontraram um livro. Estava escrito na capa: "Diário de Morrin". Deveria ser esse então o nome e o diário do finado aventureiro.

Nossos 4 aventureiros começaram a folhear o diário em busca de alguma pista que pudesse ser útil, e um trecho lhes chama a atenção. Morrin conta que encontrou a entrada da famigerada biblioteca, mas que também não conseguiu entrar porque a porta estava trancada, mas que ele se decidiu que deveria encontrar uma forma de entrar. Morrin diz que todos as pessoas que ele procurou disseram que não tinham a chave da biblioteca, mas que uma pessoa em especial lhe pareceu suspeita. Ele descrevia essa pessoa como um homem velho de botas vermelhas e calças azuis, que come baguete (roll, em Inglês) com carne (ham)* o dia todo. Morrin suspeitava que essa pessoa tinha a chave da biblioteca, mas que ele não conseguia a chave simplesmente porque não tinha a confiança desse velho. Então Morrin se determinou a buscar uma forma de ganhar a confiança.
* Nota do autor do artigo: Como se trata de um texto escrito em estilo de roleplaying, preferi deixar os nomes dos itens em Português para dar mais realismo à estória.

Nossos aventureiros, intrigados com o que acabaram de ler, continuaram a procurar no diário mais informações interessantes, e encontram! Mais adiante no diário, Morrin diz que finalmente conseguiu ganhar a confiança do velho e que agora finalmente tinha a chave! No entanto, o diário abruptamente termina, a última coisa que Morrin diz é que é uma pena que ele teve de sair da biblioteca antes do amanhecer.

Nossos quatro aventureiros ficaram frustrados, pois esperavam encontrar maiores detalhes sobre a biblioteca. E inspecionando o corpo, não conseguiram encontram nenhuma chave... Mas ao menos agora eles tinham certeza de que havia sim uma forma de se entrar na biblioteca, e que em algum local existia uma chave para isso. Aquele misterioso velho de botas vermelhas e calças azuis, que foi citado no diário, deveria ser a solução para se encontrar a chave. Então nossos aventureiros continuaram sua exploração com o objetivo de encontrar maiores informações sobre esse velho.

4. O solitário Hagor

NPC HagorEm um dos túneis que exploravam, qual não foi a surpresa quando encontraram uma outra pessoa na caverna, e mais surpresos ficaram quando perceberam que essa pessoa se encaixava na descrição no diário do Morrin: um velho com botas vermelhas e calças azuis!

Eles se aproximaram para conversar com a misteriosa figura.


Conversando com o Hagor

O velho aceitou falar com eles. Descobriram que ele se chamava Hagor. Ele era um grande explorador que viajava por todo o mundo e estava explorando a caverna, no entanto agora vive nela. Perguntaram-lhe a respeito de Morrin, e ele disse que o conhecia.

Hagor contou que fez um trato com Morrin, e perguntou aos nossos aventureiros se eles imaginavam sobre o que era o trato. Os aventureiros responderam que era sobre a chave para a biblioteca, e Hagor confirmou que era sobre isso mesmo. Ele disse que poderia fazer o mesmo trato com os nossos aventureiros, Hagor pediu que lhe dessem uma baguete fresca e então ele daria a chave. Um de nossos aventureiros abriu a sua mochila, e pegou uma baguete. Depois de darem o alimento a Hagor, este tirou de seu bolso uma chave e deu a eles.

Os quatros aventureiros ficaram bastante contentes. Finalmente! Seria essa a chave para entrar na misteriosa biblioteca?

5. A caminho da biblioteca

Com a ajuda de seu mapa, conseguiram encontrar novamente a entrada da biblioteca. Contudo, mais uma vez nossos aventureiros se frustram, a chave não funcionou... Um deles até exclamou sarcasticamente que estava tudo indo fácil demais. Teria Hagor enganado eles? Essa foi a dúvida dos nossos aventureiros.

Não, não deve ser esse o caso. É o que diz um dos aventureiros. Ele lembra que no diário o Morrin dava a entender que conseguiu entrar na biblioteca, então deveria haver uma forma de entrar na biblioteca com a ajuda da chave do Hagor. O aventureiro conclui que deve haver alguma outra entrada, ou outra coisa que ajude, a qual a chave possa abrir. Assim, os nossos quatro heróis deixam temporariamente a biblioteca para explorarem a caverna por alguma outra porta na qual poderiam usar a chave.

Após algum tempo, encontram uma outra porta fechada. E a chave funcionou nela! Atrás dessa porta, encontraram apenas um baú. Ao abrirem o baú encontraram uma outra chave. Seria essa chave a que abre a porta da biblioteca?

Nossos aventureiros resolveram voltar à biblioteca e testar a chave. Depois de andar por mais alguns túneis abandonados, finalmente encontram a tal biblioteca. A nova chave funcionou. Sim! Finalmente podem entrar na biblioteca. Quais tipos de mistérios encontrarão lá?

6. O enigma dos cinco viajantes - O verdadeiro mistério começa!

Bastante contentes, os nossos aventureiros entram na biblioteca.


A Biblioteca de Jakundaf

São estantes e mais estantes repletas dos mais variados tipos de livros. Tantos, que os nossos aventureiros mal sabem por onde começar! Eles começam a pesquisar a biblioteca.

Um deles encontra um botão no chão. Intrigado, ele pisa no botão, mas aparentemente nada acontece. Os quatros aventureiros investigam o botão sem conseguirem descobrir nada, então resolveram deixar o botão de lado por enquanto e continuarem a investigar o resto da biblioteca.

Nela encontram vários livros interessantes e misteriosos. Há livros dos mais variados assuntos, desde manuais de combate até receitas há muito esquecidas de poções. Mas um livro escrito por Adrenius, um sacerdote de Fafnar que mora no templo na saída da caverna do deserto, lhes chamou a atenção.

Esse livro era uma crítica literária feita por Adrenius. Ele escrevia sobre uma série de seis livros chamados "Guia dos Aventureiros pelo Tibia" (Adventurers Guide Through Tibia), de autoria de um tal de Netlios, e que contava as jornadas pelo Tibia de cinco aventureiros viajantes. Do jeito com que Adrenius se referia à série, ela parecia ser bastante popular. No entanto Adrenius não gostou dela, pois achou ser uma fraude, ele achou que os aventureiros e as aventures descritas nos livros não eram verdadeiras.

Nessa crítica, Adrenius comenta que certa vez um viajante veio falar com ele tentando convencê-lo de que essas histórias eram reais. Adrenius conta que pediu a esse viajante que então contasse mais sobre os cinco aventureiros. Ele pediu que lhe dissesse o nome de cada um dos aventureiros, a idade deles, como a jornada de cada um terminou e quanto tempo a jornada de cada um durou. Adrenius disse que esse viajante tentou responder, e que a resposta parecia certa, mas que depois de ele (Adrenius) ler novamente a série chegou à conclusão de que o que o viajante respondeu não poderia estar correto, e que dessa forma suas palavras sobre os viajantes não eram verdadeiras.

Adrenius acrescenta que muitos outros tentaram procurar ele para dar essas respostas sobre a série de livros, mas que ninguém até agora deu uma resposta coerente. O que mais chamou a atenção dos nossos quatro aventureiros é a forma com que Adrenius conclui a sua crítica:

“Eu decidi dar uma recompensa ao primeiro que disser a mim a resposta correta.”

Adrenius se refere ao enigma sobre os cinco viajantes composto pela serie de livros "Guia dos Aventureiros pelo Tibia, volumes de I até VI". A recompensa prometida pelo sacerdote incentiva nossos aventureiros a buscarem pelos seis livros, porem apenas quatro deles estão na biblioteca e, aparentemente, os outros dois estão perdidos pelos túneis do deserto.

Nossos aventureiros decidiram então se separarem para procurar pelos dois livros restantes.

7. A busca pelos livros perdidos

Um dos aventureiros resolveu permanecer na biblioteca para continuar investigando aquele botão que encontraram há pouco. Ele supôs que já que o botão não tinha efeito algum na biblioteca, talvez devesse afetar algo em outro local da caverna. Assim, esse aventureiro disse que permaneceria na biblioteca para ficar em cima do botão enquanto os demais vasculhariam a caverna em busca dos livros, pois talvez o botão ajudasse de alguma forma.

Os outros três aventureiros concordaram, e saíram da biblioteca. Eles se dividiram e seguiram caminhos diferentes para procurar pelos livros, e haviam combinado que voltariam a se encontrar na biblioteca depois da busca.

Agora veremos o que cada um dos três conseguiu descobrir.
7.1 A sala misteriosa
Depois de muito andar, um dos aventureiros encontrou uma outra porta. Essa porta era bem diferente das outras, e era bastante enfeitada. Pela aparência, julgou que ela deveria levar a algum local importante. Então ele decidiu entrar por ela pois talvez os livros que faltavam estariam lá dentro.

O aventureiro encontrou do outro lado uma bela sala. Algo lhe chamou a atenção nela: havia quatro pedestais vazios, um em cada canto da sala, e uma alavanca. Cada um dos pedestais tinha ao lado um objeto diferente. Ao lado de um deles havia estátuas de cavaleiros, ao lado de outro havia flores, perto de outro tinha algumas pedras com raios de energia saindo delas e ao lado de outro haviam pedras coloridas. O aventureiro tentou puxar a alavanca, mas nada aconteceu.

Ele achou a sala estranha demais, pensou que deveria haver um significado para cada um dos pedestais. Ele julgou que deveria haver algo de especial sobre essa sala, porém mesmo depois de vasculhar a sala minuciosamente, não conseguiu encontrar e nem descobrir nada. Então o aventureiro marcou em seu mapa o local da sala, para que depois pudesse voltar nela, e saiu da sala para continuar a busca pelos livros.

Não muito longe dessa sala, ele encontra um portal e uma placa dizendo que o portal levava para fora da caverna. Excelente, exclamou ele. Apesar de não ter tido sucesso em encontrar os livros que estavam faltando, ao menos encontrou a saída do labirinto. Como já havia passado muito tempo desde que ele se separou de seus companheiros, resolveu então voltar para o ponto de encontro (a biblioteca) para contar a boa notícia de que ele achou a saída.

Enquanto ele voltava para a biblioteca, pensou como teriam se saído na busca os outros dois aventureiros.
7.2 Os baús protegidos
Agora vamos nos focar no que aconteceu com outro dos três aventureiros que se separaram em busca dos dois livros restantes.

Esse aventureiro, ao passar por um túnel onde já havia estado, notou uma pedra no final do túnel a qual ele não tinha percebido antes. Essa pedra parecia estar solta, deveria haver algo atrás dela, no entanto ela era pesada demais para ser movida. Mas, felizmente, ela não era grande demais para ser quebrada. O nosso aventureiro tirou de sua mochila uma picareta e quebrou a pedra.

Atrás da pedra, a passagem continuava. O aventureiro seguiu por ela, quando de repente foi surpreendido por dois orc bersekers, os quais ele conseguiu derrotar. Para esses monstros estarem no local, eles deveriam estar protegendo algo importante. Vasculhando a passagem, o aventureiro encontra um baú com uma chave dentro. Ele pega a chave, e julga que ela deve ser importante.

O aventureiro continua a explorar a caverna, e ele chega a um túnel que se abre levando a uma grande área. Nessa área há um enorme buraco no chão pelo qual dá para ver o andar de baixo. É possível ver uma pequena sala no centro cuja entrada estava guardada por alguns fire devils, era possível ver por cima da salinha que dentro dela havia um baú. É outro baú protegido por monstros, e este estava mais protegido ainda. Também deve ser importante o que há nele.

O aventureiro escala o buraco para o andar de baixo, e derrota os fire devils. Ele então tenta abrir a porta da sala, mas ela estava trancada. Então ele tenta usar a chave que havia encontrado há pouco tempo, e ela funcionou. Dentro do baú na salinha o aventureiro encontrou um livro. Era um dos dois livros que faltavam!

Feliz, o aventureiro parte de volta à biblioteca com o livro recém encontrado, pensando se os outros dois aventureiros que partiram para procurar os livros haviam encontrado o último que falta.
7.3 A passagem secreta
Agora veremos o que houve com o terceiro, e último, dos três aventureiros que se separaram em busca dos livros perdidos.

Esse aventureiro andou bastante pelos túneis, sem encontrar nada de interessante até que ele avistou no final de um deles uma sala nova. Ele tentou entrar nessa sala, mas a porta estava trancada. Outra porta trancada! E o aventureiro não tinha a chave para ela, então resolveu marcar a sala no seu mapa caso fosse necessário voltar nela mais tarde.

Nosso aventureiro continuou a busca pelos livros por mais algum tempo, sem ter sorte. Quando ele estava quase desistindo e pensando em voltar para a biblioteca, um dos túneis que ele já havia passado estava diferente de como estava no mapa. Ele havia passado pelo local já há algum tempo, quando os quatros aventureiros estavam juntos procurando por pistas de como entrar na biblioteca.

Antes o túnel terminava em um beco sem saída, mas agora a passagem continuava. O que será que foi feito para a passagem se abrir? Aí o aventureiro se lembrou de seu amigo que ficara na biblioteca, em cima de um botão. Daí o aventureiro conclui que esse botão devia ter aberto a passagem.

Ele continuou pela passagem, e encontrou no chão um buraco que levava a uma pequena sala. Ao descer nela, ele foi surpreendido por um escorpião, e com um golpe certeiro matou o escorpião. Passado o susto, ele notou um corpo sem vida o qual estava segurando um livro. O aventureiro pegou o livro, e viu que era um daqueles livros do Netlios que estavam faltando!

O aventureiro concluiu que esse corpo deveria ser do Netlios, autor na série de livros. Devido a essa sala estar bem escondida com o uso de uma passagem secreta, essa sala deveria ser o local que o Netlios se retirava para escrever. No entanto, algum escorpião da caverna deveria ter conseguido entrar na sala, e o Netlios não teve tanta sorte com o escorpião e morreu envenenado.

Com o livro, o nosso aventureiro decide regressar à biblioteca.

8. A história dos cinco viajantes

Após duras e perigosas buscas foram encontrados os dois livros que faltavam.

Os quatros aventureiros finalmente se reencontram dentro da biblioteca, e ficam bastante entusiasmados porque agora tinham em mãos a série completa "Guia dos Aventureiros pelo Tibia". Começaram a ler a série, e eis a história que os livros contam:

Volume I

Aventuras são sempre uma coisa excitante de se fazer. Mas ainda assim elas podem ser perigosas, alguém pode até mesmo morrer em suas viagens pelas terras.

Eu escrevi estes livros com o objetivo de mostrar o destino de 5 homens que se dedicaram a descobrir novas partes do Tibia. Cada um deles foi um guerreiro valente e um explorador de alto nível e todos passaram por excitantes aventuras. Suas jornadas foram de diferentes durações - uma terminou depois de 66 dias, outra depois de 100 dias. Cada jornada terminou em uma situação bastante perigosa; uma situação até mesmo terminou tragicamente!


Volume II

Os aventureiros, que nós vamos acompanhar, nascerem em diferentes anos e assim eram todos de idades diferentes quando começaram a viajar pelo Tibia. O mais velho dentre esses homens tinha 42 anos de idade; o mais jovem tinha 38, quando ele começou a descobrir novas áreas de nossa terra. Nenhum dos cincos era tão velho quanto qualquer outro deles. Uma jornada terminou depois de 83 dias, uma depois de 117 e finalmente uma após 134 dias. Anaso, um dos exploradores, era um corajoso espadachim. Seu irmão Elaeus, o qual começou uma expedição assim como seu irmão, nunca quis usar uma espada - em vez disso ele era um excelente mago. Hestus, outro explorador do qual eu contarei a vocês, sempre vestia calças verdes, assim ninguém via o quanto elas estavam sujas e ele nunca tinha de lavá-las.


Volume III

A primeira fonte de perigo em potencial que eu quero discutir é o fogo! É claro que o fogo é necessário para sobreviver em um local selvagem - para cozinhar a nossa comida, para ter luz, nos aquecer em uma noite fria e escura... Mas sempre tome cuidado: o fogo não nos ajuda todo o tempo! Deixe eu te dar um exemplo: Um dos nossos exploradores se machucou seriamente, porque ele pisou no fogo que havia feito para si mesmo para cozinhar alguns peixes que ele acabara de pegar em um rio próximo. É claro, este foi o fim da jornada dele; a qual foi mais curta do que a jornada do mais jovem dentre os cinco aventureiros.


Volume IV

O tópico importante que eu vou examinar agora é: Como posso ter certeza de que bebi o bastante? Onde eu consigo o que beber? Não há muitas fontes de bebidas: Primeiro, você pode trazer algumas porções de água consigo. Segundo, você pode "encontrar" algo no seu caminho. Por exemplo, você pode cruzar um rio ou talvez chover um dia ou outro. E talvez você pode até encontrar bebidas pelo caminho, mas seja cuidadoso! Você nunca sabe o que há em uma poção que você encontra. Deixe-me novamente te dar um exemplo para ilustrar isso:

Um dos nossos cinco homens viajando pelo Tibia (o nome dele era maior do que o nome do aventureiro que foi atacado por um troll e assim teve de terminar sua jornada) um dia encontrou em seu caminho um frasco com uma poção. Ele estava com muita sede, e então bebeu o líquido que estava dentro. Ele não sabia (e como poderia?) que a poção estava envenenada. Depois de alguns momentos ele percebeu que se sentia pior e pior. Neste momento, ele teve de parar e retornar para casa. A propósito, o nome desse homem (o envenenado) era menor do que o nome do homem cuja jornada terminou depois de 83 dias.


Volume V

A próxima coisa que vamos examinar de perto, que talvez o assunto mais importante dos dias atuais, são os monstros. A maior parte dos aventureiros morrem nas mãos de monstros - seja porque as pessoas não estão bem preparadas, seja porque algumas pessoas são surpreendidas por eles ou pela a aparência ou o poder de um monstro, seja porque há 20 monstros onde você esperou que houvesse apenas um. Sempre tenha em mente: A nossa terra é de fato perigosa e você tem sempre de levar em conta que no próximo canto alguns monstros esperam por você - monstros que você nunca viu antes!

É claro, eu tenho uma pequena história sobre esse assunto:

Um aventureiro daqueles cinco - a sua viagem foi ao menos 18 dias mais curta do que a viagem de Hestus, o qual era um ano mais jovem do que ele - escalou uma escada, sem pensar no perigo que ele poderia se meter. Quando ele finalmente tocou o chão de novo, ele viu cara a cara um dragão cuspidor de fogo. Ele tentou fugir - tarde demais. Seu corpo foi encontrado semanas depois de sua morte...

Só para dizer: nenhum dos dois exploradores mencionados acima (Hestus e o homem que foi morto por um dragão) tinha 41 anos de idade. A jornada do homem de 41 anos de idade foi mais longa do que a jornada do homem que morreu em sua aventura.


Volume VI

Porque esse assunto parece ser o mais importante para mim, eu decidi escrever outro livro para alertar as pessoas do perigo de serem atacadas por monstros. Mais dois de nossos aventureiros (aqueles de quem eu sempre falo) também foram atacados por monstros:

Elaeus e o homem cuja jornada terminou depois de 66 dias, ambos foram atacados por monstros. Ambos eram mais jovens do que Gadinius e o homem que escapou por pouco do ataque de uma mãe urso, que defendia seus filhotes. Heso, que também foi um de nossos aventureiros, nunca viu um urso em toda a sua vida.

Um dos cinco aventureiros foi atacado por um bando de trolls!

Agora eles discutiram entre si para tentarem resolver o enigma proposto por Adrenius:
  • O nome de cada um dos cinco viajantes.
  • Suas respectivas idades.
  • Como terminou a jornada de cada um.
  • Quanto durou a viajem de cada um.

9. A solução do enigma

Depois de conversarem muito, raciocinarem bastante, quebrarem um pouco a cabeça, eles resolveram o enigma, e saíram da caverna pelo portal que um deles tinha descoberto anteriormente. Em seguida dirigiram-se então ao templo de Fafnar para contar a solução a Adrenius e obterem a tal recompensa.

Dando a solução do enigma ao Adrenius

Um dos aventureiros tomou a palavra e perguntou sobre o Netlios ao Adrenius, e ele respondeu: "Esse tolo! Seu livro não é mais do que uma grande fraude! Pelo menos isso é o que eu penso. Ou vocês encontraram a resposta para as minhas questões?". O aventureiro respondeu que sim. Adrenius, ainda meio cético, falou: "A propósito, eu gostaria de uma doação para o meu tempo. 500 gold está bom para você?".

O aventureiro concordou, e então Adrenius agradeceu e lançou o derradeiro enigma: "Muitíssimo obrigado! Agora me dê o nome da primeira pessoa em ordem alfabética, sua idade, seu destino, e quanto durou a sua jornada." O Aventureiro responde com convicção que o nome da primeira pessoa, em ordem alfabética, é Anaso, que ele tinha 41 anos, que terminou a sua jornada depois de ser atacado por uma mãe urso e que essa jornada durou 117 dias.

Adrenius, ainda sem perder o ar cético, diz: "Hmmm, talvez. O que você pode me contar sobre o segundo 'aventureiro'?". O nosso aventureiro responde com a mesma certeza que o nome da segunda pessoa era Elaeus, que tinha 39 anos, foi atacado por um dragão e que a jornada dele durou 100 dias.

O ar de ceticismo do Adrenius começa a ser quebrado um pouco, e ele fala: "Sim, isso pode ser verdade. O que você descobriu sobre o terceiro homem?". O aventureiro responde mais uma vez com firmeza, ele diz que o nome do terceiro homem era Gadinius, o qual tinha 42 anos, acabou a sua jornada porque pisou no fogo, a qual durou 83 dias.

Adrenius começou a ficar empolgado, embora se esforçasse para não demonstrar seu entusiasmo: "Correto de novo! Hmmmm... Eu duvido que você saiba algo sobre a quarta pessoa!". Mas o nosso aventureiro respondeu sem qualquer dúvida que a quarta pessoa se chamava Heso, tinha 40 anos, terminou sua jornada porque foi atacado por trolls e que ela teve 66 dias de duração.

Já claramente demonstrando alguma empolgação, Adrenius fala: "Sim! Realmente. Como você descobriu tudo isso? Eu aposto que você não sabe nada sobre o último aventureiro!". O nosso aventureiro responde com toda a convicção que o nome da última pessoa era Hestus, que tinha 38 anos, que teve de terminar a sua jornada porque bebeu veneno, a qual durou 134 dias.

Adrenius, bastante feliz e satisfeito, exclama: "Isso está certo! Por que eu não vi isso? É óbvio, Netlios estava certo, e as histórias dele são ótimas. Esperem, eu vou dar a vocês uma coisa!". Netlios pegou uma chave e a deu para os nossos aventureiros.

"Mais uma chave! Tudo isso para uma simples chave!". Exclamou frustrado um dos aventureiros para o seu grupo. "Espero que ela leve para algo muito importante mesmo!", completou ele. Então outro aventureiro disse que ele havia encontrado uma porta trancada enquanto procurava pelos livros, e que não tinha conseguido abrir ela. Os aventureiros então resolveram voltar à caverna para testar a nova chave nessa porta.

10. A sala dos quatro portais

Durante as buscas pelos livros, os aventureiros se depararam com varias portas fechadas, e a recompensa do sacerdote foi justamente uma chave. Uma delas em especial, nossos aventureiros suspeitam que seja a porta certa.

Voltaram então para a enorme caverna passando por todas as portas fechadas que se recordaram a fim de encontrar aquela que suspeitavam que seria aberta pela tal chave. E sem muitas demoras, encontraram. A porta abriu, e atrás dela havia uma sala com quatro portais.


Sala dos quatro portais

O que havia além dos portais? Mesmo com receio do que poderiam encontrar, os quatros já haviam vindo de muito longe e passado por muitas coisas para simplesmente desistirem agora. Então resolveram seguir em frente!

Um dos aventureiros tentou passar por um dos portais, mas foi jogado para longe pela força do portal. Depois que ele se recuperou, com mais cuidado ele foi verificar cada um dos portais e os seus companheiros fizeram o mesmo. Cada um dos quatro aventureiros ao se aproximar de três dos portais pareciam sentir uma força expelindo eles, e só um dos portais parecia não repelir. No entanto, o mais curioso é que para cada um dos aventureiros o único portal que parecia funcionar era um portal diferente.

Intrigados com isso, eles começaram a pensar porque cada um tinha o seu próprio portal no qual poderia entrar. Eram quatro portais aparentemente iguais, e eles eram quatro pessoas. Qual seria a diferença entre um aventureiro e outro? Aí eles se recordaram que cada um dos quatro tinha uma vocação diferente: havia um druid, um knight, um paladin e um sorcerer. Então inferiram que cada portal devia funcionar apenas para uma vocação em específico. Com isso em mente, cada um dos quatro então entrou em seu respectivo portal.

Cada aventureiro foi transportado para uma sala diferente, e foram surpreendidos por monstros! O paladin se deparou com minotaur archers, o knight com orcs bersekers, o druid com bears e o sorcerer com fire devils. Hora do combate! Com movimentos ágeis e certeiros de sua arma, o knight derrota os orc bersekers. O druid ergue o seu báculo, e lança dele disparos mágicos que fulminam os bears. O paladino desvia com destreza dos tiros dos minotaur archers, e com grande precisão usa o seu arco e suas flechas para os derrotar. O sorcerer sacou uma runa mágica e a usou para lançar ataques mágicos contra os fire devils, os quais caíram vencidos. As batalhas foram ganhas!

Agora é o momento de explorar com calma as salas que eles foram parar. O knight encontra em sua sala uma estátua de um cavaleiro com as seguintes inscrições:

"Um knight deve sempre confiar em sua espada"

O druid encontrou algumas flores e perto delas as inscrições:

"Um druid deve estar sempre ligado à natureza, assim como uma maçã"

O paladin encontra algumas pedras coloridas com as inscrições:

"Um paladin é mestre na arte de lutar a distância, especialmente com seu crossbow"

O sorcerer encontrou umas pedras com raios de energia sobre elas, e perto delas as seguintes inscrições:

"Um sorcerer nunca deve esquecer suas magias, por isso sempre deve ter às mãos o seu livro de feitiços"

Cada um então saiu pelo o portal, e eles se reuniram.

11. A resposta final

Eles contaram uns para os outros o que haviam descoberto, e começaram a raciocinar a respeito: Eram quatro portais, quatro salas, cada um para uma das quatro vocações. Cada sala havia um objeto chamativo com alguns dizeres, e cada uma dessas inscrições se referia a uma vocação e um objeto. O do knight falava da espada (sword), o do druid falava de uma maçã (apple), o do paladin falava de um crossbow, e o do sorcerer falava de um livro de feitiços (spellbook).

Daí um dos aventureiros se lembrou que havia visto um salão com quatro pedestais vazios, do lado de cada um deles havia um objeto diferente e que esses objetos eram idênticos aos que cada um tinha encontrado na sala de sua respectiva vocação. Os nossos aventureiros raciocinaram que cada pedestal deveria corresponder à vocação simbolizada pelo objeto próximo, e como os pedestais estavam vazios então possivelmente deveria se colocar alguma coisa em cima. Mas o quê? Deve ser o objeto associado à respectiva vocação, do qual as inscrições falam! BINGO! Mataram a charada!!!

Os portais os levaram para lugares interessantes, e tudo pareceu se encaixar quando associaram o que haviam descoberto ao estranho salão próximo à saída. Naquele momento, eles sentiram que as historias dos guerreiros sobre um tesouro escondido nas profundezas de Jakundaf, eram reais.

Pegaram em suas mochilas o que era necessário, dirigiram-se ao salão. Cada um ficou em frente ao pedestal de sua respectiva vocação, e pôs sobre ele o objeto associado a sua vocação. Feito isso, talvez agora aquela alavanca que não funcionava passe a funcionar. E um deles puxa a alavanca!

A solução final da Desert Quest

E assim foi...

Os aventureiros foram no mesmo instante transportados para uma sala secreta onde encontraram o tesouro de Jakundaf, o esconderam em suas bolsas e partiram para Venore, para descansar de sua árdua viagem.

Saindo com a recompensa de 10k

Eles não voltaram só mais ricos, voltaram com bem mais sabedoria devido aos enigmas que tiveram de solucionar e ao que aprenderam na biblioteca. E também voltaram orgulhosos por terem superado com sua força e intelecto muitos desafios, resolvendo complexos enigmas! Logo estarão prontos para a sua próxima aventura, e com certeza terão destinos bem melhores do que os cincos aventureiros das histórias de Netlios!



Apêndice


Essa história conta de um jeito lúdico os passos reais necessários para se chegar à solução da famosa Desert Quest, e esperamos que ela tenha ajudado a reviver um pouco da magia do RPG do Tibia que anda meio esquecida, algo que jamais aconteceria se simplesmente fosse contada a resposta final: pôr os itens tais nos pedestais tais e puxar a alavanca.

Só para recordar, aí vai um resumão dos passos necessários para se desvendar o mistério:
  • Encontrar e ler o diário de Morrin, o que leva a Hagor.
  • Falar sobre o Morrin ao Hagor, e dar a ele um roll para receber a chave da biblioteca.
  • Entrar na biblioteca, e descobrir o livro do Adrenius que fala sobre a recompensa que ele dará a quem resolver o enigma da série de seis livros do Netlios.
  • Encontrar na biblioteca quatro desses seis livros, descobrindo que faltam dois.
  • Encontrar um desses dois livros em uma salinha protegida por fire devils, a qual pode ser aberta com uma chave que fica em um baú depois de uma passagem bloqueada com uma pedra (se usa uma pick para quebrar ela).
  • Encontrar o outro desses dois livros em uma sala que fica depois de uma passagem secreta que é aberta quando alguém fica em cima de um botão na biblioteca.
  • Com a série completa, então se soluciona o enigma usando lógica e dedução.
  • Conta-se a solução ao Adrenius, o qual dá uma chave.
  • Usa-se essa chave para abrir uma sala com quatro portais, os quais cada um funciona apenas com uma vocação em específico.
  • Cada portal leva a uma sala específica a sua respectiva vocação, e nela há um objeto e inscrições referentes a essa vocação.
  • Cada inscrição liga a vocação a qual se refere a um item em específico.
  • Então assim se deduz quais itens devem ser postos em quais pedestais na sala final da quest.
Que tal você também tentar solucionar a Desert Quest do jeito que ela foi feita para ser resolvida? :)

No Tibia freqüentemente são adicionadas novas quests, e é sempre possível que haja algumas que ainda não foram descobertas. Então que tal você também tentar ser um explorador e viver a sua própria história

Boa sorte em suas aventuras, leitores... E que o RPG esteja com vocês!

Leitura recomendada: A arte do Roleplay.

166 comentários:

Felipe disse...

Parabéns, Tiago! Ótimo artigo ;)

Willians disse...

Manow Artigo bem loko estoria daora
mais cuidado se escreveu errado em vez de
escrever knight escreveu kinight mais aritgo bem legal mesmo parabens

GrAtZ

Tiago Paolini disse...

Olá Willians!

Obrigado pelo elogio e por avisar do erro! Já corrigi ele ;)

Abraços,
Tiago

Ana Carolina disse...

quee daahora :D


Nossa amei essa historia bem dramatica : D
vo imprimi ela ..

Alias vcs vendem empressos ? rsrsrs

Tiago Paolini disse...

Hehehe, não vendemos não :p

Obrigado pelo elogio! Fico contente que você tenha gostado bastante xD

Anônimo disse...

Parabéns!!
Muito boa a história, mostrando que ainda há magia neste fascinante RPG.Continui com seu trabalho que está de parabéns e conquistou um novo leitor.

Simpson'Hunter

Ana Carolina disse...

Mais ainda vo imprimi :D

Fiquei perdida ontem no deserto d jakundaf

Tiago Paolini disse...

Simpson'Hunter, obrigado pelo elogio! Esteja certo de que continuaremos com o bom trabalho!

Ana Carolina, eu fico feliz que até mesmo se interesse em imprimir :)

Willians disse...

Tiago
todos os artigos que você posta é muito loko
Parabens manow ja virei um leitor seu
Continua assim :)

Tiago Paolini disse...

Muito obrigado pela apreciação! O fato de existir pessoas interessadas em ler é algo que incentiva a escrever mais e mais :)

sandra disse...

adorei li tudo cada pedacinho muito interessante
eu ja fiz essa quest mas da forma básica
nem passamos por bicho algum
hauhauahauas...adoro esse site.

Tiago Paolini disse...

Muito obrigado por suas palavras, Sandra :)

Anônimo disse...

nossa fikei perdido hj nesse labirinto e acabei por enfrenta quase todos os monstros hahahaha
por fim axei a saida q tava ate facil.. e ainda voltarei la pra axar a tal biblioteca.....
Vlws pela compreensao da historia ta otima!!

Tiago Paolini disse...

Valeu pelo elogio, e melhor sorte da próxima vez! Essa caverna realmente é um local bem interessante de se explorar :)

Carolina disse...

História bem legal msmo...
Parabéns pela criatividade!
Deu pra aprender bastante
:D

Anônimo disse...

caraaa isso ta perfeitooo
tbm vo imprimirr vlw aeee mas tu pode colocar o caminho certo da desert? sei fazer mas n sei oo caminhuu vlww

Tiago Paolini disse...

Valeu pelo elogio :)

O artigo acima não tem a intenção de ser um spoil passo-a-passo da quest, especialmente porque essa é a quest mais "spoilada" de todo o jogo. Por isso resolvemos tratar ela de um jeito que ninguém mais tratou, que é contar como fazer para resolver o mistério sem usar spoil algum, em vez de simplesmente dar a solução como todo mundo faz.

Mas em todo o caso, se você que mapas do deserto, pode encontrá-los na página a seguir:
http://www.portalacontece.com.br/tibia/index.php?idx=desert

Qualquer coisa mais, pode perguntar!

Lembranças,
Tiago

Anônimo disse...

poderia fazer um artigo comtodas as quest?

Tiago Paolini disse...

Um artigo falando de todas as todas as quests O_o
Ficaria imenso e levaria muitíssimo tempo para terminar...

Em vez disso pretendo de vez em quando escrever artigos sobre alguma quest em particular de um jeito que normalmente ninguém fala. Com o tempo, quem sabe, talvez até tenhamos todas!

Em todo o caso, obrigado pela sugestão!

Abraços,
Tiago

Douglas disse...

Gostaria de elogiar muito bom mais meio diferente do geito que eu fazia...xD
ai eu tava esperanu vc cria o tipoco de res e per mais como eu n axei vo faze uma pergunta aki...
vc tem um char em ke mundo?
pq eu vi voce falanu que prefiria non-pvp
i eu jogo em refugia ai keria saber ...

OBS : Si ja tiver criado o topico de pergunta-respostas me desculpe por postar no lugar erradu.i se tiver postadu manda o link ai...

OBS*2 : esistem + de dois geitos de faze a desert?
pq com esse seu geito ja sei 2...

Tiago Paolini disse...

Olá, Douglas!

> vc tem um char em ke mundo?

O meu char é o Magnus Hotblood, level 76 de Celesta

> Si ja tiver criado o topico de pergunta-respostas me desculpe por postar no lugar erradu.i se tiver postadu manda o link ai

Eu ainda não postei o tópico, mas em qualquer caso não tenho problema se for feita alguma pergunta em qualquer outro tópico :)

> esistem + de dois geitos de faze a desert?

Na verdade, existe apenas um que é o jeito que eu apresentei aqui. Esse é o jeito que os criadores do jogo planejaram para a quest ser resolvida, mas quando alguém descobriu a resposta final (itens tais nos pedestais tais) aí esse jeito foi revelado para o grande público e então a grande maioria da comunidade se esqueceu como se chega nessa resposta. Dessa forma a maior parte do pessoal passou a resolver a quest mecanicamente, sem pensar em como chegar na solução.

Até mais!

Cumprimentos,
Tiago

Tiago Paolini disse...

Oi de novo, Douglas! Espero que a minha resposta acima tenha esclarecido as suas dúvidas.

Outra coisa. Agora sim eu criei o tópico de perguntas, ele está aqui :)

Abraços,
Tiago

Leonardo disse...

eae blz?
queria saber sobre as quests so Tibia Tales oO
vc poderia dar umas manhas para mim?

Obs:eu escrevi essa mensagem sem saber se existe outro Topico!!!!!!!se tiver outro me deculpe xD.

Tiago Paolini disse...

Oi, Leonardo! Não tem problema.

Sim, posso mandar. No endereço a seguir há uma lista delas:
http://tibia.portaltibia.com.br/Tibia_Tales

Abraços,
Tiago

Leonardo disse...

vlw mano,vc é gente boa.
eu tenho só 10 anos,por isso não entendo muito
mas vlw msm.

ajudou bastante.
Abraços,
Leonardo Kessler

Tiago Paolini disse...

Não tem te quê :)
Fico sempre contente em ajudar!

Ant-Paladino disse...

Saudações, vivo em Tenebra e me chamo Ant-Paladino ( no jogo, obviamente) Passei muito tempo na cave resolvendo, essa quest tb, adorei historia de vcs e como a adaptaram a quest, olha e odro tentar resolver quests até agora insolveis, se vcs tiverem interesse entrem em contto comigo, ostaria tb de procrar aplicação rpa aquelas outras duas poçoes q parem possiveis de fazer a Recall e a da felicidade, bah vs n imginam quanto tmepo eprdi da minh vida tentnado resovler a da torre de hills, e n tinha solução na epoca hehehe
Diego M. Goularte no Orkut

Tiago Paolini disse...

Que bom que tenha gostado!

O pessoal da Langobardis (também conhecida por RPG Tibia, como preferir) se interessa no que você falou. Você pode procurar por eles em:
http://rpgtibia.the-up.com/

Abraços,
Tiago

Anônimo disse...

ola di novo
so eu pedro
e que e o seguinte eu tava jogando com meu char lvl 83 kina tal e tudo ai eu troquei o email ai ja tinha passado um mes ai eu entrei no site ta ai eu loguei na conta eu aceitei o email so q ai eu tava logado nessa ora no tibia
ai a senha nao foi pro email la q era meu ela nem cheguo eu nem sei oq aconteceu por isso
meu email pepemoratto@hotmail.com

Tiago Paolini disse...

Se o email não chegou, ou você digitou ele errado, ou a mensagem foi parar na pasta de spam ou o hotmail rejeitou a mensagem. Hoje na primeira vez que eu tentei escrever para você, recebi uma mensagem do hotmail dizendo que o meu email para você foi rejeitada.

Quando muda o email, é enviada uma nova senha para ele. Se essa senha não for usada em 24h, o email e a senha voltam para os antigos. Então tente entrar no jogo com a senha antiga.

Se preferir mudar o email de novo, recomendo usar a recovery key porque com ela a mudança é automática.

Abraços,
Tiago

Anônimo disse...

ola
mais o problema e o email antigo o cara esqueçeu a senha nao tem rk
um char
knight do kaus drantuss lvl 83 kina lucera
too com vontade de pula da ponte
pq fiz merda
pepemoratto@hotmail.com

Tiago Paolini disse...

Ainda assim, é possível entrar no jogo usando a senha antiga porque se e nova senha não for usada em 1 dia a senha volta a ser a de antes.

Anônimo disse...

so eu pedro
mas mesmo assim a senha nao volto a ser a mesma ja tentei se voltasse eu ja taria com o char ;/ mais mesmo assim vlw vc me ajudo
pepemoratto@hotmail.com

Tiago Paolini disse...

Então o email da conta deve ter passado para o novo. Recomendo solicitar uma nova senha, talvez dessa vez ela chegue.

Abraços,
Tiago

Gabriel disse...

Olá Thiago Paolini, blz?

Eu li vários posts teus e achei bem interessantes.
Adoro esse site, acho muito bala, criativo, bem informativo e talz...Só achei que por mim, você poderia fazer alguma categoria de Bot's, Donwloads, Scripts, wpt...Não sei se é o tema desse site, mas acho que ia ajudar bastante pessoas!nem por mim assim (eu não uso MAIS bot),
Mas acho que quando mais informações, ajudas, dicas, e diverssão, cada vez mais vai evoluir esse site e assim ficando populoso :D



Valeu!
Gabriel

Tiago Paolini disse...

Oi, Gabriel!

Obrigado pelo elogio e sugestões!

Quanto aos downloads, já há um link na barra lateral. Quem cuida deles é o blog parceiro Mundo Tibia Br.

Eu não sou do tipo que faz não importa o quê para atrair visitas. Sou totalmente contra o uso de bots, e nunca vou pôr no blog downloads deles.

Pode ficar certo de que vou continuar a postar artigos de ajuda dos mais variados assuntos :)

Abraços,
Tiago

Anônimo disse...

Parabéns! O tibia esta sendo jogado hoje em dia como um jogo de matar para evoluir para matar algo que dá mais experiência para evoluir mais e assim sucessivamente.
Graças a jogadores que conhecem a verdadeira essência do RPG ainda existem esses tópicos e não apenas "tutorial como rushar para lvl 100000 em 5 dias....."
Mais uma vez.... Parabéns

Anônimo disse...

rapaz... ta fazendo falta um "verdadeiro" roleplay no tibia...grande materia... parabens

Tiago Paolini disse...

Muito obrigado por suas palavras, vocês dois, elas significam muito para mim!

A minha idéia é justamente escrever um blog sobre o jogo que foge do estilo tradicional de sites de Tibia (que costumam ser simplesmente lista de itens e de passos para resolver quests).

Foi bastante difícil escrever esse artigo sobre a desert quest, mas sei que o esforço valeu a pena :). Nos últimos 30 dias esse artigo teve 1.187 leituras, e o pessoal gosta bastante dele!

Atenciosamente,
Tiago

Anônimo disse...

Esse artigo me ajudou muito e agora ansioso para fazer a dezert quest. Mas Só tenho uma duvida, qual o level dos personagens da história ? Gostaria de saber para poder fazer a Dezert Quest.

Aguardo Respostas


Obs: publiquei como anonimo porque não consegui acessar minha conta do google.

Tiago Paolini disse...

Eles tinham level 20 ou mais ;)

Anônimo disse...

Kara muito xow msm nunca axei que a desert quest fosse isso..
pena que o espirito de roleplaying ta todo acabado pois se nao o Tibia seria muito mais show...

Tiago Paolini disse...

Eu assino embaixo do que você disse! ;)

Emerson disse...

Muito Bom , Parabens pelo site...=D

Anônimo disse...

Muitor Rox mesmo, aprendi a faze a desert e ainda li uma boa história

Gratz e continue assim!

Eduardo Viana disse...

Tiago, achei muito impressionante a solução da quest á cima, gostaria de saber em qual mundo você joga e qual quest você já solucionou por completo e qual você está solucionando.
Meus Parabéns!

Tiago Paolini disse...

Olá Eduardo, que bom que gostou!

Eu jogo em Celesta, com o Magnus Hotblood.

Que eu me recorde agora, as grandes quests que eu já conseguir solucionar por conta própria foram a Postman Quest, The Shattered Isles Quest (também conhecida por Meriana Quest ou Quest dos Piratas) e uma boa parte das Tibia Tales. Por "grandes quests" eu me refiro àquelas compostas por missões, não àquelas que tudo o que precisa fazer é abrir um baú.

Abraços,
Tiago

Anônimo disse...

onde é o labirinto do 10 mil to no lvel 20 e nao sei a onde ir e precisa de 4 pessoas de cada profiçao.seus teztos e historis são muito bons obrigado por sua atençao muito obrigado

Tiago Paolini disse...

O objetivo do artigo NÃO É o de ser um guia de como chegar no local e pegar o prêmio, pois isso é o que escrevem 99,99999% dos sites sobre Tibia e boa parte dos tibianos estão carecas de saber como pegar a recompensa.

Aqui eu quis fazer algo diferente: contar como afinal de contas essa solução da quest foi descoberta, que é algo que quase ninguém sabe e que pelo menos eu nunca tinha visto alguém escrever por completo.

Mas se tudo o que você quer é saber como pegar a recompensa, basta olhar nessa página:
http://tibia.portaltibia.com.br/The_Desert_Dungeon_Quest/Spoiler

Abraços,
Tiago

Anônimo disse...

muito boa a historia bem legal!!!!!!!!!!

Tiago Paolini disse...

Obrigado pelo elogio! Não foi nada fácil escrever ela, mas sei que valeu a pena :)

Vini Toke disse...

muito legal pena q eu naum tenho coragem pra ir fazer uma quest

Tiago Paolini disse...

Que bom que gostou, Vini! Eu sugiro você procurar por vídeos dessa quest no YouTube, aí você pode ver que não é tão difícil assim e não tem porque ter medo ;)

Abraços,
Tiago

Iron Maiden disse...

desculpa c essa pergunta ja tenha rolado por ai mas e q eu num li tudo .xD gostaria de saber qual level e skill e recomendado para realizar a quest?

Tiago Paolini disse...

O level mínimo é 20, abaixo desse level não há como fazer a quest. Quanto ao skill, qualquer valor serve porque se você pegar o caminho certo para a quest a coisa mais forte que vai encontrar é rotworms.

Mas se errar o caminho, pode encontrar fire devils e orc berzekers.

Abraços,
Tiago

Sdown disse...

Historia excelente.
Alguem sabe o porque só level 20+ passa na porta.

Tiago Paolini disse...

É porque os criadores do jogo programaram a porta para deixar que apenas passe por ela quem possui pelo menos level 20. Possivelmente a idéia foi a de colocar uma certa barreira de dificuldade, para assim evitar que as pessoas criem vários personagens só para ir repetindo e repetindo a quest.

Na época que a quest foi inserida, há vários anos atrás, era muito mais difícil conseguir level 20. Hoje é bem fácil chegar nesse level, então eu não sei bem se level 20 é um bom limite para a quest... Em todo o caso, essa quest já está mais do que consagrada do jeito que está então é altamente improvável que modifiquem algo dela.

O que fizeram foi mudar Rookgaard para que só possa sair dela quem tem level 8 ou 9 (e não qualquer level acima de 8 como antes), o que impede as pessoas de criarem diversos personagens e uparem eles em Rook com bots até o level 20 para sair de lá e fazer a quest várias vezes.

Hehehe, acho que eu fui um pouco além do que você perguntou :P

Até mais,
Tiago

Anônimo disse...

na desert quest pode ir 2 kinais?

Tiago Paolini disse...

Tem de ser 1 de cada vocação por vez.

Quem já completou a quest pode ir uma segunda vez na sala dos pedestais e ser transportado para a sala do prêmio, só não vai poder pegar o prêmio de novo. Dessa forma quem já completou a quest pode ajudar quem ainda não completou. Assim dá para ajudar amigos que não fizeram a quest.

Abraços,
Tiago

Anônimo disse...

por favor amigo onde fica essa desert quest ?

Tiago Paolini disse...

O objetivo do artigo NÃO É o de ser um guia de como chegar no local e pegar o prêmio, pois isso é o que escrevem 99,99999% dos sites sobre Tibia e boa parte dos tibianos estão carecas de saber como pegar a recompensa.

Aqui eu quis fazer algo diferente: contar como afinal de contas essa solução da quest foi descoberta, que é algo que quase ninguém sabe e que pelo menos eu nunca tinha visto alguém escrever por completo.

Mas se tudo o que você quer é saber é onde e como pegar a recompensa, basta olhar nessa página:
http://tibia.portaltibia.com.br/The_Desert_Dungeon_Quest/Spoiler

Abraços,
Tiago

Anônimo disse...

Obrigado amigo ! mais olha desculpa nao ter comentado .. mais a historia ta muito legal vlw a atençao aee :D

Anônimo disse...

Pô velho, gostei muito da história porde trás da desert quest.
muito dahora mesmo.Ela (história) me trouxe de volta a vontade de jogar Tíbia

Almageddonn

Anônimo disse...

pow gostei muito mas eu to em verona como eu faço pra chegar no deserto por favor me ajudem

Anônimo disse...

ia adorei a historia mais isso e coisa de louco por que eles iam se arisca pra saber o que tinha na biblioteca...

Tiago Paolini disse...

> pow gostei muito mas eu to em verona como eu faço pra chegar no deserto por favor me ajudem

Saindo de Venore, é só ir seguindo para a esquerda que você chega no deserto. Em todo o caso, aí vai o mapa do Tibia, é bem fácil ver nele o local: http://static.tibia.com/images/library/map_big.jpg

> ia adorei a historia mais isso e coisa de louco por que eles iam se arisca pra saber o que tinha na biblioteca...

Isso é curiosidade de explorador: sempre querendo desvendar os mistérios por trás de algo ;).

Além disso, quem sabe a biblioteca não esconderia algum mapa do tesouro ou algo parecido? Na verdade, foram as informações da biblioteca que em última análise conduziram os aventureiros até a grande recompensa.

Abraços,
Tiago

Renan disse...

Bom Thiago , naum tenho muito o q dizer sobre este tópico , simplismente ele é perfeito , como qualquer outro postado em seu blo.

Realmente gostei muito da história , e gostaria de lembrar q um blog desse nivel , sempre merece respeito e elogíos , axo q já deu pra notar q virei leito fanatico polo blog.suahsuhasas .

Até a próxima.

Tiago Paolini disse...

Muitíssimo obrigado por suas palavras :D

Karteler disse...

Olá, eu sou o Kean Altrene, que vocês podem ver nas fotos. =)

Eu já tinha até me esquecido desse artigo que foi postado aqui, até que eu vi um post linkando pra ele no TibiaBR.

Bom saber que tantas pessoas gostaram, quando fizemos, foi mais pela diversão de descobrir o modo correto de fazer a quest, não imaginamos que viraria um post com tantos acessos e comentários.

Obrigado a todos os que gastaram uma pequena parte do seu tempo lendo e comentando, é realmente muito gratificante ver alguém apoiando o roleplay.

E se você quiser não apenas apoiar, mas também participar, entre no link do nosso fórum que já foi dado pelo Tiago, mas que você também pode acessar clicando no meu nome nesse post.

Infelizmente, meu personagem não está mais em Neptera, mas eu tenho outros que estão, e ficarei feliz para interpretar com quem quiser aparecer.

Até.

Pedro disse...

Parabéns pelo seu blog! Acho que você consegue passar um pouco do sentimento dos velhos tempos através de seus posts, gostei muito!

Bem, sobre o post, lembro qndo fiz essa quest com amigos em secura no ano de 2003, ficamos(minha antiga guilda) futucando tudo na desert dungeon até conseguirmos chegar ao fim da quest. Lembro que o loot não agradou muito(na época era algo como uma plate armor, uma two handed sword e mais uns itens para TODO o grupo ja que o sistema de quests era diferente).
obrigado por me fazer lembrar :D

Tiago Paolini disse...

Obrigado por suas palavras e é interessante ouvir histórias de anos atrás ;)

Eu comecei a jogar no finalzinho de 2003, e nesse momento o sistema de quests já era como é hoje, se não me engano.

Anônimo disse...

nossa!eu nao entendi mto bem aquela parte do enigma de adrenius pois eles se arriscarem tanto para ganhar uma chave?mais ai eu vi q eles ganharam 100 platinum coins e fikei doidin pra faze a quest ;p
seu blog é otimo todo dia entro pra v se tem artigo novo!!parabens tiago paolini sou seu fã cara

Tiago Paolini disse...

Esse enigma do Adrenius não é fácil mesmo. O problema é bem difícil, mas é possível. Com todas as informações do texto dos seis livros é possível encontrar a resposta através de um processo de eliminação/dedução.

Por exemplo, um dos textos diz que um dos aventureiros terminou a sua jornada por causa de um acidente com fogo e que "este foi o fim da jornada dele; a qual foi mais curta do que a jornada do mais jovem dentre os cinco aventureiros". Daí podemos conluir que o cara que terminou a jornada por causa do fogo certamente não tem 38 anos (a idade do mais jovem) e sua jornada não durou 134 dias (a jornada que durou mais tempo).

Isso são algumas das informações que podemos extrair, e com outras partes do texto podemos eliminar mais possibilidades até chegar na única resposta possível. Isso para cada um dos aventureiros.

Esse estilo de enigma é conhecido por "problema de lógica" ("logic puzzle", em Inglês) e não foi inventado pelos criadores do Tibia, ele já existia desde bem antes (há mais de 100 anos). A página a seguir explica como solucionar esse tipo de problema com um exemplo mais simples do que o do Tibia: http://www.valdiraguilera.net/problema-de-logica-esquema.html.

Caso queira tentar resolver um outro problema de lógica chamado "Teste de Einsten": http://rachacuca.com.br/teste-de-einstein/. E outros problemas de lógica desse mesmo site: http://rachacuca.com.br/logica/problemas/.

Hehe, o Tudo sobre Tibia também é cultura :P

Abraços,
Tiago

Anônimo disse...

entrei nos seus sites q vc me indicou e demorei um pouco pra conseguir,hehe...mto obrigado cara...concerteza q é cultura do povo tibano!abraços ai

Anônimo disse...

tibiano* ;]

Anônimo disse...

Cara vc é liso de + para escrever esse ARTIGO da desert quest
Parabens
vlw pelas dicas
vo fazer ela hj
dt 20/02/2010

Anônimo disse...

Thiago, vc eh demais mermã!!!

Tiago Paolini disse...

Muito obrigado e boa quest!

Anônimo disse...

eu entrei em uma caverna sem saida eu tenho que faser o que para sair?

Tiago Paolini disse...

Você deve estar falando de um buraco que tem uma placa dizendo para não descer nele. Eu sei porque uma vez em também não resisti à curiosidade :P

O único jeito de sair de lá é você ficando bem em baixo do buraco e alguém no andar de cima usar uma corda no buraco para te puxar para cima.

Abraços,
Tiago

Anônimo disse...

ronaldo

Anônimo disse...

ArthuR

o Thiago
da umas manhas o dicas ou a te mesmo tutoriais de quest do tibia dark se acha mas se n acha tudo bem mesmo assim adorei o site (a cada 10 topicos que els colocam 8 eu leio ;))

Tiago Paolini disse...

Obrigado pelo elogio! Mas o que viria a ser essa "quest do tibia dark"?

Até mais,
Tiago

Gubi~~ disse...

muito bom companheiro :)

interessantíssimo.. meus parabéns :)

Tiago Paolini disse...

Que legal saber que gostou :)

Anônimo disse...

Tiago adorei a história , muito boa mesmo , Parabéns
mas eu queria te perguntar ... vc sabe sobe a hitória da "sword of fury " de rookgaard? sempre pesquisei e fiz tudo pra encontra-lá e tudo que eu li eram apenas mitos ... se vc souber algo que eu nã tenha lido por favor fale sobre a história , rookgaard mesmo por ser uma ilha pequena tem muitos mistérios ... valeu cara !

Anônimo disse...

meu nome é Anderson
desculpe pelos erros acima
mas então cara li tudo sobre a spike sword em rook
já andei por toda rookgaard e nada !
ajuda nois :)

Tiago Paolini disse...

Olá Anderson!

Valeu pelo elogio, não foi fácil recolher informações sobre a desert quest mas valeu a pena :)

Quanto à Sword of Fury, provavelmente a maior novidade dos últimos tempos foi que em 2007 uma pessoa que apareceu em Rook com uma spike sword, mas depois descobriu-se que a espada foi trazida de main porque a pessoa foi transportada para lá e depois trazida e volta. Essa história é explicada em detalhes nessa matéria:
http://www.mundotibiabr.com/2007/12/spike-sword-em-rook-verdadeira-histria.html

Eu conheço outras duas matérias bem interessantes sobre a espada, porém imagino que você conheça também uma vez que elas são populares. Mas por via das dúvidas, vou recomendá-las:
* http://forums.tibiabr.com/showthread.php?t=200336
* http://forums.tibiabr.com/showthread.php?t=39749

Até mais,
Tiago

Anônimo disse...

cara,eu gosto do jeito como voce analisa o jogo tibia.
mais veja bem,não é tão facil resolver essa quest no momento em que o tibia é um jogo na liguaguem inglesa..bem que eles poderiam criar um nome mundo só para br's não ?
mais mesmo assim achei demais a história..vou tentar fazer ela desse jeito,se eu conseguir posto aqui,flw (:

Tiago Paolini disse...

Obrigado pelo elogio :)

Infelizmente eu acho difícil que traduzam o jogo, seria uma quantidade de textos grande demais e além disso fizeram o jogo em Inglês (apesar de os criadores serem alemães) justamente porque na pratica o Inglês é "a" língua internacional.

Mas um dos propósitos dos meus artigos é ajudar quem não entende Inglês a compreender o que se passa no jogo :). Além disso, sempre é possível usar o Tibia para praticar o Inglês.

Até mais,
Tiago

Geologia do Quinário disse...

Gostei muito da resolução da Quest, que muitas vezes não é feita assim por quê é toda em Inglês e muita gente não entende, mas pelomenos já vai incentivando a estudar a lingua.

falowz

Tiago Paolini disse...

Valeu por suas palavras, elas são estimulantes :)

Anônimo disse...

cara muito boa a historia vey continue assim ...

me ajudou muito !!!

thxx aushauhsuahsua xD

Anônimo disse...

AAAAAA Hj e meu aniversario kkk
Ou adorei a historia tipo man quebrei a cabeça pra descobrir o enigma e n keria ver a resposta mas so concegui a rasão porque cada um terminou a jornada e o nome claro ^^ . mas boa seu post e otimo. Continue assim. vo ate faser essa quest desse geito
kkkk

Tiago Paolini disse...

Olá :)

Valeu pelo elogio e feliz aniversário!

Quanto à solução do enigma de quando e como aqueles aventureiros terminaram a jornada, nesse comentário eu expliquei como resolver.

Abraços,
Tiago

mateus disse...

To ligado eu fis desse jeito mas chego uma hora ke nem dava mais 1 ke eu ja tva cançado segundo que eu quase decobri as idades mas parece que tem um erro na jornada 18 dias mais curta sendo que todos os numeros tem 17 de diferença =/ mas vlw pelos parabens to gostando desse site

Tiago Paolini disse...

Talvez tenha algum erro da minha tradução dos textos. Vou checar com calma e depois posto aqui.

Até mais,
Tiago

Tiago Paolini disse...

Não, você se equivocou, não há erro nessa parte. Olhemos ela com mais cuidado:
"Um aventureiro daqueles cinco - a sua viagem foi ao menos 18 dias mais curta do que a viagem de Hestus, o qual era um ano mais jovem do que ele"

O texto não diz que a viagem dele foi exatamente 18 dias mais curta, ele diz que ela foi no mímino 18 dias mais curta. Ou seja, pode ser qualquer número igual ou maior que 18. Dessa forma o aventureiro em questão não pode ser aquele cuja jornada durou 17 dias menos.

Abraços,
Tiago

PS: Vou escrever um artigo com a resolução detalhada desse enigma. O enigma de fato não é nada fácil, mas é bem interessante conhecer a resolução mesmo caso a pessoa não consiga resolver sozinha.

jacare disse...

P A R A B É N S !!!!!

Eu já tinha feito a quest comum dos meus chars, mas de forma automática de fato(3 me convidaram e eu aceitei) mas sempre tive curiosidade para saber como chegavam à solução.
O problema que eu acho na maioria das quests, é que é exigido um nível muito alto para se resolver. Jogadores nivel 20 não conseguiriam explorar a caverna nunca.Estou até querendo explorar a cav para seguir os outros passos mas mesmo com um char level 32 ainda tenho receio de entrar e não dar conta dos monstros...

Anônimo disse...

Muito louco! Agora sim faz sentido essa quest. O grande problema é não entender inglês, por isso, talvez, esses detalhes fiquem perdidos... Mas ficou muito bom esse artigo. Parabéns

Tiago Paolini disse...

Olá e obrigado pelo elogio, vocês dois!

@jacare: Quanto ao level da caverna, eu concordo que o grau de dificuldade da caverna está bem acima do level 20. Eu imagino que isso seja porque essa é uma das quests mais antigas do jogo, possivelmente da época que o jogo era só um hobby de alguns entusiastas em computação, ou seja, antes de eles fundarem a CipSoft e fazerem do jogo um empreendimento profissional.

Eu suponho que nessa época "amadora" não se tinha ainda tanta prática ou preocupação em se balancear o grau de dificuldade dos locais, ou talvez intencionalmente tenham feito o local um pouco mais difícil para incentivar o trabalho em equipe...

Mas ainda assim, acho que no level 32 não deve ser muito difícil para você. Não se esqueça de trazer poções com você para o caso de emergências. Saiba que o monstro mais forte da caverna são os Orc Bersekers (eu não me recordo de algum ponto em que você tenha de enfrentar mais do que 1 ou 2ao mesmo tempo). Cuidado também com os firedevils, pois existem alguns (poucos) pontos que você precisa enfrentar 3 ou 4 de uma vez.

Uma outra recomendação diz respeito a um buraco com uma placa do lado. Essa placa diz para não descer, então não desça! Se você descer, só há duas formas de sair do buraco: alguém no andar de cima de puxar com uma corda ou deixar o escorpião lá em baixo te matar... Não há como você subir sozinho desse buraco, então evite ele.

Te desejo uma boa exploração!

Até mais,
Tiago

Noel disse...

Santa paciência heim bixo, e tu ainda responde todos os posts! ;D Anywayz, tava atoa aqui resolvir ler tudo... inclusive os posts lol, to morgado e vou dormir, parabéns pelo artigo ai... eu comecei a jogar essa bagaça lá por volta de 99 eu acho, jogava UO dai um bro falou desse joguinho, mas era tosco que só o tetéu ;D ta bem melhor agora, to jogando ai denovo rsrs... well well fica na paz, e faz mais artigos de caça, achei bacana pra porra ;)

C ya o/ =*

Tiago Paolini disse...

Muito obrigado por suas palavras, Noel, é bom saber que gostou do artigo :)

Quanto aos artigos de caça, eu tenho um sendo preparado. Ele deve ser publicado nos próximos dias.

Abraços,
Tiago

Roger disse...

Nossa gostei muito do artigo realmente muito bom,eu nao tinha ideia de que essa quest era tao complicada de se faser sem jah saber como faser.. e concordo com o cara ali encima o grau de dificuldade esta bem acima do lvl 20..

Ta de parabens thiago :) e obrigado por mostrar dnv a magia do tibia

Tiago Paolini disse...

Disponha sempre :) Eu fico contente que tenha gostado!

Luiz disse...

É a segunda vez que vejo seu blog, e cara, acho que nunca ia fazer idéia que a desert quest seria solucionada assim. Estava pesquisando sobre sistema skull no google, e cliquei justamente no link daqui. Cliquei em segredos, e achei esse post... muito bom mesmo. Vou ver mais artigos.
Parabéns!

Tiago Paolini disse...

Bem-vindo ao blog! Fico feliz que tenha gostado :)

Abraços,
Tiago

Anônimo disse...

muito boa a histórias apesar de ter uns eros na escrita mas a história é muito boa!!!
adorei!!!

Tiago Paolini disse...

Obrigado por suas palavras!

O Hunter of Dragoes (um dos admins do TibiaWiki) já tinha revisado o texto, ele tem um bom olho para essas coisas. Ele ajudou a pegar diversos erros, mas parece que sobraram alguns ainda.

Se você pudesse apontar os erros, eu agradeceria :)

Abraços,
Tiago

RegisLux disse...

Muiiiiiiito Foda a história, aposto que as 4 primeiras pessoas que fizeram essa quest tem uma ótima história pra contar aos Netos.

Eu ri foi dos Portais ushaushaus,

O Knight - Orc Bersekers
Palladin - Mino Archers
Sorcerer - Fire Devils
Druid - Bears?!

Fico pensando no final,

Knight: "Nossa, conseguimos gente!"
Palladin: "Pois é"
Sorcerer: "Mas... por pouco"
Druid: "?"

Anônimo disse...

Olá, meu nome é felipe.
Parabéns pelo artigo thiago, ficou muito legal.
acho que vc fez com que todo mundo que leu isso, pensar como foi suas primeiras aventuras.
Antigamente, nós davamos um dia inteiro para resolver mistérios que hoje fizemos em questão de minutos.
O espírito roleplayers talvez não exista mais no tibia, mas ainda restam poucos jogadores (como eu, vc) que dedicam uma parte do nosso tempo de tibia ao roleplay, que é o verdadeiro sentido do jogo.
Novamente parabéns pelo artigo, e continue assim, hehe :)

Um abraço.

Anônimo disse...

oi, meu nome é Guilherme, muito legal essa historia,
nunca vi nada tão impolgante em um livro olhei o primeiro paragrafo e naum desgrudei mais da tela do computador.
Agradeceria se vces colocassem mais histórias de quests do tibia...
vlw ;)

guilherme disse...

oi muito massa essa historia...
porem achei meio curiosa: ]
pois faça a comparação

bears->minotaur archer->orc berseker->FIRE DEVILS

isso eh em meia parte uma injustiça com os sorcerer.
rsrsrs
mas msm assim e muito legal
flw.

Jonny... ( ; Douglas ; ) disse...

Ola,
Realmente um pouco injusto...

Eu também adoro estas historias...

As Ice Islands Quest foi a que mais gostei :)

Ice Island Quest que começa por aqui


Obrigado & Saudações Tibianas

Samuel disse...

Cara gostei muito da história, é bem interessante, dá vontade de fazer a quest d novo soh pra fazer certo, mas o grupo de jeito nenhum ia kerer fikar tentado resolver o enigma, e nem fazer a quest verdadeira...
E msmo assim eu sou lvl 27, não daria conta de passar..
E outra coisa, eu entendo um poko de inglês, mas n daria pra resolver um enigma inteiro em inglês, por isso não rola. Msmo assim gostei mto.

pro cara q criou o artigo: Vc jah fez a quest certa?Se sim, que level (exatamente) tinha seu grupo???

Abraços,
Samuel

Tiago Paolini disse...

Olá! Obrigado pelo elogio :)

Da primeira vez eu não fiz a quest do jeito que ela foi criada para ser feita.

Foi algum tempo depois que eu resolvi voltar à desert dungeon para explorá-la por completo, para explorar cada canto dela. E então juntando as informações que eu descobri deu para montar quase todo o enigma, só faltou um dos livros (o que precisa ficar alguém para trás pisando no botão, pois eu estava sozinho) e 3 das 4 pistas finais para desvendar o enigma (pois faltavam as outras vocações para passar pelos portais).

O livro que faltava eu peguei no TibiaWiki e as outras 3 pistas eu peguei com amigos.

Mas se você quiser, você também pode explorar a caverna sozinho e resolver quase todo o enigma sozinho, como eu :)

Abraços,
Tiago

Anônimo disse...

ainda estou no lvl 6 mas é bom que ja adquiro conhecimento para quando for fazer a quest

Arte de Acampar disse...

ainda existe uma alavanca perto da biblioteca, ao lado de um rio de fogo; p que serve? misterio?
^^

Tiago Paolini disse...

Tem uma alavanca na caverna que faz aparecer uma ponte sobre o rio de lava em outro local da caverna, e uma outra alavanca que levanta uma grade que bloqueia os dragões da quest da spike sword (em uma outra caverna próxima).

Essas são duas alavancas secretas que eu sei o que fazem. Não sei se foi uma delas que você viu ;)

Abraços,
Tiago

Anônimo disse...

Olá Tiago...meu nome é fabricio,e estou perdido na desert,ja fiz a quest mas entrei para dar uma cheretada e acabei perdido,gostaria de saber se tem alguma outra saida,sem ter que fazer a quest.
Agradeceria muito pelo apoio,abrigado pela atenção.

Anônimo disse...

Estou impressionado com a história... ainda mais por que já faz mais de um ano que o tópico foi criado e ainda continua ativo oO'

Parabéns pelo trabalho, ainda mais por mostrar todos os mistérios que o deserto esconde.

Tenho certeza que isso ajudou e continuará ajudando muitos jogadores.

Tiago Paolini disse...

> Olá Tiago...meu nome é fabricio,e estou perdido na desert,ja fiz a quest mas entrei para dar uma cheretada e acabei perdido,gostaria de saber se tem alguma outra saida,sem ter que fazer a quest.
Agradeceria muito pelo apoio,abrigado pela atenção.


Não é necessário fazer a quest, basta passar pelo portal que fica à direita da porta de level 20 para a sala do tesouro. Tem um mapa até essa sala nesta página, lembre-se que não precisa entrar na sala, apenas siga para o portal à direita da porta para a sala.

> Estou impressionado com a história... ainda mais por que já faz mais de um ano que o tópico foi criado e ainda continua ativo oO'
Parabéns pelo trabalho, ainda mais por mostrar todos os mistérios que o deserto esconde.
Tenho certeza que isso ajudou e continuará ajudando muitos jogadores.


Muito obrigado pelo elogio :)

Anônimo disse...

Ola seu artigo é bem interessante, parabens. Gostaria de uma ajuda com algumas questões sobre a dezert, passei uns dias la pesquizando e pode ter relaçao com outra quest, pode nao ser nada, nao axei nada em nenhum site mais algumas coisas nao batem, tipo, nao sei se mudou muito o mapa, mais tem uma banshee na desert la dentro de uma sala, é possivel alcançala ou chegar la? tem uma lavanca no caminho a biblioteca que abre grades em outro lugar, sabe algo a respeito? ja axei duas dessas lavancas abrem uma mw e uma grade do outro lado do dezerto, a esquerda em outra caverna cheia de fire devil , gostaria de uma ajuda, nao axei nada relacionado em outro lugar, site ou forum,
jogo em danera.
tipo se possivelagradeceria bastante se pudesse ajudar, tambem gosto bastante de rpg, jogo d&d tambem,obrigado pela atenção.
Bruno, Anapolis Go.

Bruno disse...

Mais exatamente falando na quest da Spike Sword de thais, fica em uma caverna escondida, na superficie tem muitos lobos, embaixo alguns anões, quando se escava com uma picareta, vc axa um buraco xeio de fire devils, ao final tem um corpo, la esta a Spike Sword, so queria saber mais sobre, quando vc puxa a lavanca da dezert, e a otra lavanca que se localiza na mino city, abresse a MW e a grade,do outro lado da grade tem um dragao.Na dezert perquizando, em livros Escondidos, tinha algumas coisas falando sobre mecanismos idraulicos, mecanicos, sei la meu ingles nao é muito bom, entao seguinte, da uma força ai, valew

Tiago Paolini disse...

Olá!

Quanto a Banshee, ninguém nunca achou uma forma de chegar nela. Ela deve ser apenas um efeite ou algo adicionado para dar um clima de mistério.

Quanto às alavancas na Desert Dungeon. Uma delas levanta uma ponte sobre a lava para você passar (em outro local da mesma caverna, não me lembro agora exatamente onde). A outra alavanca levanta umas grades na caverna da quest da Spyke Sword perto de Thais, essas grades impedem que os dragões dessa caverna te ataquem a distância. Quando as alavancas estão viradas para a direita, elas estão ativadas.

Quando à alavanca de Mintwalin, desculpe mas eu não estou recordado dela...

Quanto aos mecanismos hidráulicos que o livro fala, isso é uma explicação técnica de como funcionam as alavancas no Tibia em vez de simplesmente dizer que "funcionam por mágica" ou que "só funcionam e pronto". Isso significa que deve haver algum mecanismo hidráulico conectando a alavanca com o objeto que ela ativa.

Na vida real, a grosso modo, um mecanismo hidráulico para levantar coisas pousui uma peça, com um líquido dentro (pode ser um tubo, um pistão etc.). Quando o mecanismo é ativado o líquido é pressionado e, como líquidos se comprimem muito pouco, o líquido é forçado contra a parede da peça. E é essa força que é usada para erguer alguma coisa. Então, como os líquidos se comprimem pouco, eles são uma boa forma de se transmitir força física entre dois pontos.

Assim, voltando ao Tibia, podemos deduzir que deve haver algum tudo com líquido unindo a alavanca e o objeto que ela afeta. Quando a alavanca é ativada, ela comprime o líquido e essa força na alavanca é transmitida até o outro objeto no final do sistema, o qual é movido. Dessa forma, uma ponte ou grade (por exemplo) pode ser erguida.

É bom notar que nem todos os livros são dicas de quest, alguns simplesmente te ajudam a conhecer melhor o mundo do jogo, como esse livro dos mecanismos hidráulicos que explicam como as alavancas funcionam.

Qualquer coisa, pode escrever de novo!

Abraços,
Tiago

Anônimo disse...

quantas veses um char pode faser a desert quest?

Tiago Paolini disse...

Cada personagem pode fazer a quest várias vezes, porém só pode pegar o prêmio uma vez.

Abraços,
Tiago

Anônimo disse...

Mano, poca gente conhece a história desta quest. Eu, particularmente falando, não conhecia, até que decidi explorar o deserto e entrei nestas salas das vocações (em duas delas, com dois chars, obvio) e entendi a quest. E isso me prova q a Cip acertou e acerta mto em roleplay. Materia mto boa, parabéns.

Tiago Paolini disse...

Muito obrigado pelas pálavras :)

cavera disse...

Muito bom mesmo mas dessa forma matando "fire devil orc berseker" não daria certo para o jogadores de level 20 mas fico muito bom se todos relembrassem a magia do tibia estaria ainda mais legal
(Desculpa se errei alguma coisa) :]

Tiago Paolini disse...

Valeu pelo elogio :)

Bruno disse...

logo Tiago vou postar fotos para q possa me ajudar
obrigado por explica sobre as lavancas.

Tiago Paolini disse...

Muito obrigado pela ajuda! Você já postou as fotos?

Anônimo disse...

Eu tenho dificuldade para chegar a sala dos 4 portais, se você tiver fotos me explicando como chegar la, eu agradeceria.. poode mandar para meu email

eriklegenda@hotmail.com

toin disse...

a alavanca da ponte de fogo.
como abre?

Tiago Paolini disse...

Essa alavanca levanta umas grades na sala da Spyke Sword Quest em uma caverna próxima, então os dragões não poderão te atacar lá.

Para levantar a ponte até a essa alavanca, você deve usar a alavanca que fica próxima a um fosso com fire devils e um baú. Desculpe, não tenho mapas mas o caminho normal da desert quest passa ao lado da sala da alavanca, e tem slimes perto dela.

Abraços,
Tiago

Gabirle disse...

Ai pessoal eu gostaria de saber uma coisa ( não sei se esta nos comentario pq eu nem li). A desert quest ou melhor dizer The Desert Dungeon sei lá e tudo isso q mostra nesse post pq qnd abrimos la no nosso "QUEST" no jogo fala que está completada pois eu so fui ate a ultima sala aushasha então se puderem me responder eu agradeço.

Tiago Paolini disse...

Olá Gabriele!

A grande maioria das pessoas conhece só a solução final da quest: as 4 vocações irem para a sala com os 4 itens, colocarem eles nos pedestais, ficarem em posição e puxar a alavanca.

Mas quase ninguém sabe como se chegou nessa resposta na primeira vez que a quest foi solucionada... E ainda por cima, para ter a quest como completada no questlog e receber o prêmio, basta fazer essa última etapa.

É que essa quest foi criada bem no comecinho do Tibia, quando o jogo ainda era um projeto amador em vez de um empreendimento profissional. Nessa época o jogo não tinha tantos recursos como hoje e também não se criava o jogo da mesma forma que hoje, por isso os conteúdos do começo do Tibia podem funcionar de um jeito bem diferente do que está se acostumado hoje.

Para você ter uma idéia, por curiosidade, anteriormente cada quest podia ser feita uma vez por dia. Não era uma vez por jogador cada dia, era uma vez por dia para todo o servidor. É que no começo não existia o sistema de quest em que cada um podia abrir o baú e pegar o prêmio, era o mesmo conteúdo do baú para todos. Hoje cada um pode abrir os baús de quest uma vez mesmo que outros tenham aberto antes de você, e se você já pegou os itens não pode abrir mais.

A única coisa que mudou na Desert Quest desde que ela começou deve ter sido o baú de recompensa, que agora pode ser aberto por cada pessoa sem ter que esperar. Como essa quest é a mais famosa do jogo, é bastante popular e é uma das mais antigas, não acho vão mudar ela para forçar as pessoas a fazerem todo o caminho até a resposta. Mas ainda assim, é uma aventura interessante chegar na resposta por si própria ao menos uma vez :)

Até mais,
Tiago

Gustavo Rodrigues disse...

Kra, vc escreve bem pra caramba, tipo, mas as vezes vc erra na concordância verbal, mas serio mesmo, seu texto ta quase perfeito, adorei lê-lo.
um forte abraço. tudo de bom, e continue escrevendo sobre o tibia. ^^

Gustavo Rodrigues.
Guanambi, Bahia
04/07/2011

Tiago Paolini disse...

Muito obrigado por suas palavras!

Esse texto foi revisado algumas vezes, mas parece que ainda sobraram alguns erros :p

Até mais,
Tiago

Anônimo disse...

eu nem li... mais com tantos elogios eu achoq ue vou ler parabéns^^

Tiago Paolini disse...

Obrigado pelo interesse :)

Ademir Resende disse...

e akeles portal vc chego a entra neles para ver o q tem la/

Tiago Paolini disse...

Cada portal só funciona com uma vocação em específico. O que você encontra do outro lado é uma sala com alguns monstros específicos para vocação e uma placa com uma pista para resolver o mistério. O capítulo 10 do artigo fala a respeito.

Abraços,
Tiago

Anônimo disse...

Cara nem ligue quando falam de seus erros em português : olhe só como a maioria deles escrevem , você esta de parabéns muito bom o blog e as estórias postadas . Nota : estória > algo ficticío , história > fato verídico

Tiago Paolini disse...

Obrigado pelo elogio!

A propósito, eu corrigi as palavras "história" que se referem ao artigo, mudei para "estória". Eu mantive aquelas que se referiam à história dos 5 viajantes, já que dentro do contexto da estória ela é real.

Abraços,
Tiago

Anônimo disse...

Muito legal esse artigo. Está de parabéns!!!

Tiago Paolini disse...

Obrigado por suas palavras!

Anônimo disse...

meu nome é Tiago jogo em shanera bota carah ED e em danera murundu mage hell.
achei muito responsa esse site gostaria de saber se tem como vc fazer um tutorial de como pegar todas essas chaves do deserto de jakundaff passo a passo iria me ajudar muito

Tiago Paolini disse...

Obrigado pela sugestão. Não sei se isso ajuda, mas aqui vai a lista de chaves da caverna:
http://tibiawiki.com.br/Chaves#Chaves_do_Deserto_de_Jakundaf

Abraços,
Tiago

breno disse...

tiago meus parabens cara...
seria otimo se todos no tibia fizessem a desert quest assim cara...tibia agr esta ficando mto facil
xD

Tiago Paolini disse...

Obrigado pelo elogio ^_^

Anônimo disse...

Como posso sair dessa biblioteca?

Tiago Paolini disse...

Para sair, você pode seguir a rota normal da quest (esta página mostra o caminho).

Abraços,
Tiago

Stefano Angelo disse...

Muito legal. Mesmo depois de anos, ela ainda empolga. ;) Parabéns!!!

Unknown disse...

CURTI DEMAIS A HISTÓRIA, ALGUNS AMIGOS COMEÇARAM A FAZER, SÓ QUE NÃO SABIAM QUE ERA A MESMA QUEST QUE DAVA OS 10K. SOMENTE HOJE PUDE FALAR ISSO PRA ELES, OLHA QUE ISSO FOI EM 2006 HAHAHAHA. MUITO OBRIGADO PELO AUXILIO E SERIA LEGAL VC TENTAR DESVENDAR A QUEST DE ANKRAHMUN, SERPENTINE TOWER!
ABRAÇO LEK! Escrevi td no capslook pra representar como estou surpreso :)

Postar um comentário

Possui elogios? Críticas construtivas? Sugestões? Alguma dúvida sobre o assunto? Outra coisa que gostaria de dizer ou perguntar? Seja bem-vindo(a) para comentar o artigo :-).

Observe que:
- se for fazer uma pergunta teremos o maior prazer em responder as suas dúvidas ;), mas entenda que isto aqui NÃO É um chat, nem MSN ou nada do gênero; por favor compreenda que pode levar algumas horas para alguém responder seu comentário
- se você comentar usando uma conta do Google, haverá a opção de receber as respostas via e-mail
- caso queira responder às dúvidas de outra pessoa, você também é bem-vindo a fazer isso
- comentários de conteúdo ofensivo ou que incentivem as quebras das regras do Tibia não serão respondidos e serão apagados sem aviso prévio

Escreva seu comentário: